quinta-feira, 16 de junho de 2011

A radioactividade e o seu uso em estudos relacionados com a história da arte

Acabou de ser publicado o seguinte livro:

João M. Peixoto Cabral, A Radioactividade. Contributos para a História da Arte, Lisboa, IST Press, 2011.

Índice:

  1. Introdução
  2. Considerações preliminares sobre datação
    1. Arte pré-histórica
    2. Os tempos geológicos
    3. A antiguidade do Homem
    4. As alterações climáticas no passado
    5. A periodização de utensílios humanos
    6. Os primeiros métodos de datação absoluta
    7. Datação absoluta com base na radioactividade
  3. Radioactividade natural
    1. Descoberta da radioactividade
    2. O polónio e o rádio
    3. O actínio e a emanação do rádio
    4. O urânio X
    5. A emanação do tório, o tório X e o tório A
    6. Lei do decaimento radioactivo
    7. Primeiras noções sobre a natureza e características das radiações
    8. Descoberta de novas substâncias radioactivas naturais. Isótopos. O protactínio
    9. Progressos no estudo da estrutura do átomo
    10. Classificação das substâncias descendentes do urânio e do tório
    11. Equações gerais do decaimento. Equilíbrio radioactivo
    12. Unidades de actividade
    13. Radionuclídeos primordiais
    14. Radiação cósmica
    15. Radionuclídeos cosmogénicos
  4. Processos de decaimento radioactivo
    1. Introdução
    2. Decaimento alfa
    3. Decaimento beta
    4. Desexcitação de estados nucleares
  5. Radioactividade artificial
    1. As primeiras transmutações provocadas
    2. Os primeiros aceleradores de partículas
    3. A descoberta da radioactividade artificial
    4. Os primeiros radioelementos artificiais
    5. As primeiras reacções nucleares com neutrões
    6. Fissão nuclear provocada
    7. Fissão nuclear espontânea
    8. A descoberta dos primeiros elementos transuranianos
    9. O primeiro reactor nuclear e os primeiros passos na química do plutónio
    10. O Projecto Manhattan
    11. Reactores nucleares para fins pacíficos
    12. A descoberta de novos elementos transuranianos
    13. Os elementos transactinídeos (Z > 103)
  6. Interacção das radiações com a matéria
    1. Partículas α
    2. Partículas β
    3. Radiações γ e X
    4. Neutrões
    5. Dose de radiação absorvida
    6. Exposição às radiações e normas de segurança
  7. Detecção e espectrometria das radiações
    1. Introdução
    2. Emulsões fotográficas
    3. Detectores gasosos
    4. Detectores de cintilação
    5. Detectores semicondutores
    6. Espectrometria de raios γ
    7. Análise por activação com neutrões
  8. Datação absoluta com base na radioactividade
    1. Introdução
    2. Método do urânio-chumbo
    3. Método do potássio-árgon
    4. Método do radiocarbono
    5. Métodos baseados em radionuclídeos cosmogénicos produzidos in situ
    6. Método das séries do urânio e do actínio em desequilíbrio
    7. Métodos de luminescência
    8. Método de ressonância paramagnética electrónica
  9. Datação de obras de arte móvel paleolítica
    1. Introdução
    2. Arte do Paleolítico Inferior e Médio
    3. Arte do Paleolítico Superior
  10. Datação de obras de arte parietal paleolítica
    1. Introdução
    2. Arte do Aurinhacense
    3. Arte do Gravettense
    4. Arte do Solutrense
    5. Arte do Magdalenense
  11. Datação de obras de arte rupestre paleolítica
    1. Introdução
    2. Método da microerosão
    3. Método do 36Cl
    4. Datação "directa" pelo radiocarbono
    5. Datação indirecta
  12. Autenticação de obras de arte
    1. Introdução
    2. Pinturas de cavalete
    3. Obras de terracota e cerâmica
    4. Obras de metal
  13. Exame de obras de arte por meio de neutrões
    1. Introdução
    2. Auto-radiografia de pinturas de cavalete
    3. Análise dos materiais constituintes de obras de arte

Comentários:

Comentário de Rubicón Servicios Culturales y Educativos :

enhorabuena por el blog que seguimos . si quieres estar al tanto de ayudas, empleo y becas para el mundo de la cultura, siguenos en Fábrica Cultural (www.fabricacultural.com). un saludo!